Emigrar / Voluntariado

Voluntariado 


A parte mais importante de qualquer aventura é a pesquisa. Não esperem que alguém a faça por vocês. Por isso, tudo o que posso fazer é dar-te umas dicas de recursos.

Aconselho o site Para Onde.
Se estás a pensar em ajudar os refugiados que chegam á Europa estes dias, aconselho que visites o site Refugee Map. É um óptimo recurso para perceberes onde é preciso ajuda, com que urgência e com quem falar. As zonas onde são necessários mais voluntários têm grupos no Facebook para partilha de informação. TUDO o que precisas de saber está nos "pinned posts" no início de cada página (alojamento, organisações, voos, etc) Aqui ficam alguns: Lesvos, Atenas, Turquia, Idomeni .

Boa sorte!


Emigrar para a Nova Zelândia

A melhor, e mais eficaz, maneira de emigrar é fazendo o trabalho de casa.

É MUITO fácil chegar ao pé de alguém e dizer "então, o que é preciso para emigrar para o país X? Que papéis são precisos? Como é que também posso fazer isso?".

Quando alguém me vem com esta conversa normalmente acontece uma de uma coisa: não tenho vontade nenhuma de ajudar a pessoa em questão. A quantidade de vezes que isto acontece é impressionante. Normalmente demonstra que a pessoa ainda não fez o mínimo de pesquisa e não esta realmente a pensar em prosseguir com a ideia.

Eu passei 3 meses a ler fóruns para aprender o processo de emigração para a NZ. Não adianta de nada eu recitar tudo o que aprendi porque cada caso é um caso. Cada pessoa tem que fazer pesquisa e perceber qual a melhor maneira para fazer o processo de emigração. Tudo depende do curso que tirou, da sua idade, da sua situação financeira, de onde vive, com quem vive...Os seguintes sites foram os meus melhores recursos:

Immigration New Zealand - site oficial

Emmigration New Zealand - forum

Visa Options Check - Respondendo a algumas perguntas, este site permite saber quais as opções de vistos, dependendo do motivo da visita 'a NZ (trabalho, estudos, turismo), e explica os requisitos para cada um


Estudar no Reino Unido
(o seguinte processo estava em vigor no ano lectivo 2010/11. Não sei se ainda está é aplicável.)

A candidatura é efectuada através do site UCAS .
Por norma, o prazo de entrega de candidaturas é a meio de Janeiro do ano lectivo anterior ao do inicio do curso.

O processo é bastante diferente do Português. As ofertas são feitas, geralmente, antes do final do 12º ano (para quem ainda está a acabar a escola) e são apresentadas condições ou notas mínimas, para o aluno receber a vaga.

Exemplo 1: um aluno que teve média de 15 no 11º ano mas tem muita experiência de trabalho/ estágio. Candidatou-se ao curso X e em Março, considerando que o aluno tem experiência de trabalho suficiente para ingressar o curso, a universidade decide que a condição é simplesmente acabar o curso. Quando o aluno terminar o 12º ano, mostra o diploma de final de curso à Universidade e é aceite no curso.

Exemplo 2: Um aluno teve média de 15 no 11º ano e não tem experiência na área do curso que se quer candidatar. Candidatou-se ao curso Y e em Março, a Universidade oferece um lugar no curso, desde que o aluno consiga alcançar média de 17 no final do curso. No final do ano lectivo, comprovando á Universidade que conseguiu a média, é aceite no curso.

Cada aluno pode-se candidatar a 4 lugares diferentes e receber 4 ofertas diferentes. Normalmente, em Abril, quando já tiver recebido todas (ou a maior parte) das ofertas, o aluno escolhe a oferta principal e a secundária, por ordem de preferência. Assim, se não for aceite na sua primeira escolha, por não atingir os objectivos, por exemplo, poderá ser aceite na sua segunda escolha, se conseguir atingir as condições propostas pela universidade.

É de notar que as candidaturas no Reino Unido são muito pessoais e a Universidade avalia a pessoa pelo seu percurso de vida inteiro. Coisas que em Portugal não são tidas em conta, no Reino Unido podem ser uma mais valia. O voluntariado que se faz, o facto de alguém trabalhar para pagar os estudos, viagens, interesses, tudo conta.

Muitas vezes os alunos são chamados para uma entrevista ou é realizada uma chamada telefónica ou via skype. A entrevista é uma oportunidade para os professores conhecerem o aluno e perceberem os motivos pelos quais escolheram essa universidade e curso. Uma óptima maneira de marcar pontos e mostrar que podem não ser a pessoa com melhores notas de sempre, mas são trabalhadores, simpáticos e alguém que sabe trabalhar em grupo (importante em alguns cursos. Principalmente de artes.).

Se precisares de ajuda ou tiveres alguma dúvida, por favor deixa um comentário.

Boa sorte !!

Pescada

No comments: